quinta-feira, novembro 22, 2012

António Pinho Vargas...


Obrigado Gulbenkian, António Pinho Vargas é de uma dimensão extrasensorial, incandescente, torna-nos maiores, muito grandes, num Portugal bovino que definha, caminha aos solavancos, invisual, castrado. Só mesmo uma individualidade desta grandeza para nos mostrar que a economia não nos pode matar.

sábado, novembro 10, 2012

The Words...


 We all make difficult choices in life. The hard thing is to live with them.

domingo, novembro 04, 2012